Acesso para aposentados e pensionistas:

ENTRAR
Rioprevidência

Rioprevidência alerta para suspensão do benefício de quem não fez a prova de vida

Cerca de 7 mil aposentados e pensionistas do Rioprevidência, aniversariantes de janeiro a março, deixaram de fazer a prova de vida obrigatória.

Publicado: 27/04/2022 10:28 (Arquivo de Dados NOVO Portal Régua)

Cerca de 7 mil aposentados e pensionistas do Rioprevidência, aniversariantes de janeiro a março, deixaram de fazer a prova de vida obrigatória. O número corresponde a 14% dos 53 mil segurados aptos do período para o procedimento, e correm o risco de ter o benefício suspenso a partir de abril.

Dos ausentes de janeiro, cerca de 3.800 benefícios estão suspensos. E o restabelecimento do benefício acontece somente depois de o segurado fazer a prova de vida, em qualquer agência do Bradesco, com a apresentação dos documentos de Identidade, CPF e comprovante de residência.

Desde o início do ano, a prova de vida é obrigatória para os cerca de 250 mil aposentados e pensionistas do Rioprevidência, cuja folha de pagamento é gerida pela Secretaria de Estado da Casa Civil, e deve ser feita entre os dias úteis de 11 a 25 do mês de aniversário do segurado.

O presidente da autarquia, Sergio Aureliano, ressalta que, para evitar golpes contra os segurados, o Rioprevidência não faz a prova de vida por meio de aplicativos, e-mails ou ligações telefônicas.

- A prova de vida é exclusivamente presencial e nas agências do Bradesco – enfatiza Aureliano.

O presidente do Rioprevidência observa ainda que “mais do que uma simples conferência de cadastros, a prova de vida reforça o controle e combate a fraudes e pagamentos indevidos, além de proporcionar melhorias, tanto na base de dados do funcionalismo estadual, como na folha de pagamentos dos servidores”.

O recado do Rioprevidência é: Evite transtorno. Aposentados e pensionistas façam a prova de vida.

Mais informações, como regras para casos especiais, acesse o site www.rioprevidencia.rj.gov.br.